Arquivo da categoria: Quadrinhos

Vudu Comix

Olá galera! Passei muita coisa nesse tempo sem postar, e pode ser que demore de novo pra postar novamente. Mas enquanto não se confirma uma coisa nem outra, gostaria de divulgar meu empreendimento mais recente. Logomarca A VUDU COMIX é um selo de publicações independentes de Brasília, criado em 2013.  Comandado, gerido, alimentado e administrado por minha pessoa, o selo tem como objetivo divulgar meus trabalhos, e os trabalhos de outros artistas que não sabem muito bem como apresentá-los. Assim como eu, quando comecei no rolê. Bons trabalhos são arruinados por uma apresentação ruim, e boas ideias castigadas por trabalhos mal editados. Eu pretendo orientar e divulgar os bons trabalhos que me forem apresentados eventualmente, e fazer jus a eles tanto em edição, quanto em apresentação. Ainda não fiz a chamada oficial disso direito, mas se alguém se interessar já está valendo. Mandar propostas para: vuducomix@gmail.com Até agora, a Vudu Comix teve quatro publicações. Duas delas, a “BIZONHO” (2013) e a “CANIS LIBER” (2013) foram lançadas na formação original do selo, que contava com as participações de Daniel Lopes e Heron Prado.

Abaixo, da direita pra esquerda, Daniel e Heron, no Lançamento das zines. IMG_2198

A formação original, em Minas, num evento que não vendemos nada. Heheh. Post-vudu-comix No final de 2013, editamos uma revista maior, para participarmos do FIQ (Festival Internacional de Quadrinhos, de Belo Horizonte) com mais peso. Foi a “Flagelos Noturnos” (2013), que é composta de duas histórias completas, uma minha e uma do Heron, ambas com uma pegada de terror, já que estávamos próximos do dia das bruxas. Acabamos lançando em novembro mesmo, por causa do FIQ.

Capa

Depois disso, nós três tomamos caminhos diversos, e o selo ficou por minha conta. Na nova gestão, abri a página do facebook, onde posto lançamentos, eventos e tirinhas ocasionais. Também lancei a última publicação da Vudu Comix até agora, a ” MONDO COLOSSO” (2014), feita em parceria com o escritor Vitor Vitali, de Brasília. Apesar da revista ter sido lançada ainda no primeiro semestre deste ano, não me deu muito espaço para produzir algo novo, pois comecei a me inteirar melhor dos meandros de divulgação e promoção, que também são cruciais pra qualquer trabalho independente. Portanto, passei quase o ano todo envolvido apenas com a Mondo Colosso. A revista teve uma recepção incrível do público em geral, e também de algumas pessoas envolvidas mais seriamente com as histórias em quadrinhos, como é o caso do Ciro I. Marcondes, que é doutorando na Faculdade de Comunicação da Universidade de Brasília, professor universitário, profundíssimo conhecedor e crítico de histórias em quadrinhos nas horas vagas. Ele escreveu uma resenha muito massa (link) da Mondo Colosso, no blog dele, o Raio Laser.

Capa-Mondo

No momento, a Vudu Comix está começando a andar com as próprias pernas. Com o passar do tempo, a presença da Vudu Comix na cena cultural de Brasília tem sido pontual e freqüente, o que também proporciona um vínculo mais estreito com alguns leitores e apreciadores da produção independente local. Leitores estes, que também comparecem com o a mesma diligência com a qual me dedico pra lhes apresentar bons materiais, não apenas do próprio selo, mas também de amigos que a gente vai colecionando pelas feiras, festivais, encontros e outros rolês de quadrinhos, em Brasília e em outros estados, e que têm ganhado cada vez mais destaque no Brasil. Este ano a Vudu Comix terá mais uma publicação, talvez duas. A primeira ainda é segredo, é erótica, e é para ser lançada daqui a dez dias, em uma feira local a ser divulgada na página daqui alguns dias. Fiquem ligados.  A segunda será a reimpressão da one-shot “A Promessa de Isaque” (2013), publicada originalmente na revista Flagelos Noturnos, citada anteriormente. Em 2015, ainda não é certo o suficiente pra eu divulgar, entraremos no primeiro semestre com uma aventuresca história sobre borboletas guerreiras, de minha autoria.

As histórias em quadrinhos ganham espaço num momento de otimismo cultural no Brasil, no qual achamos recursos disponíveis para botar nosso trabalho no mundo, se procurarmos direito. Dispomos de muita informação, e o advento das redes sociais proporciona interação e comunicação muito rápidas, que permitem otimizar o tempo de produção e divulgação das publicações. A cena independente cresce em um ritmo intenso, desdobrando-se em variados grupos, com identidades e posturas diversas que têm trazido à luz, ainda que timidamente, a experiência da leitura de histórias em quadrinhos para o cidadão comum, não muito envolvido com produções artísticas de uma maneira geral. Não se pode ainda falar em um “mercado” de histórias em quadrinhos no Brasil, mas sim de um vasto nicho composto por pequenos núcleos de grupos, formados recentemente. Somos pioneiros, com a vantagem da visibilidade, por sermos ainda poucos, e a desvantagem de isso ainda nos custar mais do que beneficiar, financeiramente. “Empecilho” já significou “fim linha” pra mim, hoje leio claramente “um bom motivo”. A Vudu Comix destina-se a um horizonte de muita coisa boa por vir, com muitos quadrinhos de qualidade, feitos com zelo, amor e cada vez mais coragem, sempre com algo além do simples entretenimento, buscando compartilhar com o leitor não apenas o desejo de um mundo cada vez melhor, mas também a intensidade de estar presente, consciente e vivo nele.

Visitem a página: http://www.fb.com/vuducomix

A seguir, algumas fotos de eventos e feiras nas quais a Vudu Comix esteve presente, nos últimos dois anos.

Com Daniel Lopes. No Picnik no Calçadão. Um evento bombadíssimo aqui de bsb, que a Vudu acompanha desde o começo.

IMG_1806

Com Daniel de novo, no Cobogó. Lançamento da Canis  e da Bizonho.

10880_649383845079790_1328673397_n

Com os fãs! s2

945989_510007112403383_1833823514_n

No EZPI – Encontro de Zines e Publicações Independentes, do atelier Par de Ideias

1102688_604015349619868_291016059_o-1

Com os lindos Augusto Botelho (da MÊS, juntamente com o Daniel), Lovelove6 (Gabbi Masson), e o Daniel Lopes de novo. No FIQ – 2013, o ano incrível em que tudo mudou.

1450164_620807211294278_825364114_n

Com o parceiríssimo Pedro D’Appremont, um dos melhores quadrinistas que eu conheço. No EZPI seguinte.

1453236_559972174084727_1570775407_n-1

Com o Marco Oliveira, no Gibicon de Curitiba desse ano.

10672303_278622822328042_1874107998729033416_n

Com a queridíssima e talentosa Renata Rinaldi. No último Picnik, que foi numa floresta mágica de Brasília.

10687076_706969292721190_1577977294103754740_n

Outro fã! No lançamento da Mondo Colosso! No Café Objeto Encontrado.

10309197_10152393292761788_1353610798236293749_n

No último fim de semana, na feira do Sindicato (casa/coletivo de artistas gráficos).

1779801_295645813958747_7031735486874629897_n

No Liga Pontos, evento de design e moda aqui de bsb.

10252132_241676802689311_3018370684212292722_n-1

É tóis.

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Quadrinhos

O Ópio do Povo.

6 Comentários

Arquivado em Quadrinhos

Clique na imagem, para ampliá-la.

5 Comentários

Arquivado em Quadrinhos

Minguando.

Deixe um comentário

Arquivado em Quadrinhos