Arquivo da tag: illustration

Piada Mortal

Mateus Gandara, 2011.

1 comentário

Arquivado em Ilustração, Quadrinhos

Vai Zé!

Pro texto novo no blog do Eduardo Ferreira.

5 Comentários

Arquivado em Ilustração

Max Eisenhardt

Exemplo simbólico para falar de namoro. O Magneto.

X-Men: First Class.

Filme legal. Rolam umas derrapadas, mas filme feito depressa é assim mesmo.

Pra um filme dos X-Men, depois da ultima porcaria que saiu, tá bom.

Leve sua namorada, é diversão na certa.

Eu me dirijo muito aos caras com namoradas, dando dicas de filmes ou algo que o valha, porque é exatamente isso que eles devem fazer, serem bons namorados, felizes.

Felizes?

É claro que sim. A palavra, ou o conceito, te incomoda?

Quer ficar sozinho? Então…(Acabo de receber uma ligação. Minha namorada me ligou pra dizer que estava brava por ter dirigido quilômetros à toa. Eu ri. “Reléx”eu disse. Ela riu também (not), mas está mais tranquila do que aquela outra mina, cujo namorado (ou marido, depois de um tempo só muda pra justiça) não  dera a devida atenção. Eis o exemplo)

Continuando.

Quer ficar sozinho? Então a premissa é mais ou menos essa.

 

 

 

 

2 Comentários

Arquivado em Quadrinhos, Sem Categoria Mesmo

Rezar.

Cristão de baptismo, interessei-me, na adequada idade para tal, em procurar saber de que diabos se tratava minha religião.

Primeira fonte, a bíblia.

A melhor coisa de se ler a bíblia, sem ter feito catequese, eucaristia e os demais, tendo lido já algumas boas obras literárias, é que ao ouvir a interpretação de  um padre, em uma missa qualquer, torna-se evidente como, na maioria dos casos, sua interpretação não passa de uma justificativa para o que ele mesmo quis dizer, porém através das parábolas ou sermões bíblicos.

Porque não dizer exatamente o que lá está escrito?

Aprendemos muito cedo a ouvir mentiras, e acabamos nos acostumando. Dizem que a Gisele Bündchen é a mulher mais bonita do mundo e a gente acredita, dizem que o Ziraldo é gente boa e a gente acredita, a Globo diz, a gente acredita.

Eu acredito, por conta própria, em alguns ensinamentos bíblicos. Os que correspondem a Jesus, sendo mais específico.

Em determinado momento ele nos ensina como rezar, está no capítulo 6 do livro de Mateus:

“MT 6:1 Guardai-vos de fazer as vossas boas obras diante dos homens, para serdes vistos por eles; de outra sorte não tereis recompensa junto de vosso Pai, que está nos céus.
MT 6:2 Quando, pois, deres esmola, não faças tocar trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, para serem glorificados pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam a sua recompensa.
MT 6:3 Mas, quando tu deres esmola, não saiba a tua mão esquerda o que faz a direita;
MT 6:4 para que a tua esmola fique em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará.
MT 6:5 E, quando orardes, não sejais como os hipócritas; pois gostam de orar em pé nas sinagogas, e às esquinas das ruas, para serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam a sua recompensa.
MT 6:6 Mas tu, quando orares, entra no teu quarto e, fechando a porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará.”

Qual é, por conseguinte, a necessidade de um templo, sinagoga ou igreja, se o próprio Jesus nos ensina o contrário?

8 Comentários

Arquivado em Caderninhos